Evento: Prêmio do Mérito Intelectual e Científico – Anhanguera Educacional – 31/12/2009

Mais de 200 pessoas marcaram presença ontem na 3ª edição do Seminário de Produção Científica Docente e Discente, promovido pela Anhanguera Educacional, e que envolveu professores e alunos das 54 unidades e mais de 450 polos de ensino à distância existentes em todos os estados brasileiros.

O evento contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, do Ministério da Ciência e Tecnologia, professor doutor Ronaldo Mota, que fez uma grande explanação sobre a construção do conhecimento científico e tecnológico, desde a evolução do planeta Terra. “A Ciência mudou muito ao longo dos anos e foi vista de diversas formas. A partir do momento em que, para além de conhecer a natureza, era possível transformá-la, o conhecimento passou a estar constantemente a serviço do homem” explicou Mota. “O que molda a sociedade hoje é a ciência e tecnologia baseadas na inovação”, destacou, referindo-se à importância de estimular os projetos de iniciação científica.

Durante o seminário também foi realizado o Prêmio Anhanguera de Mérito Científico e Intelectual, que contemplou três finalistas em cada uma das 10 categorias. Três delas para docentes: Especialização, para aqueles que participam do Programa Permanente de Capacitação Docente da instituição; Pós-Graduação Lato Sensu, para os professores que criaram os melhores Webquests (proposta metodológica para usar a internet de forma criativa no desenvolvimento de processos de pesquisa continuados); e Artigos mais acessados no Sistema Anhanguera de Revistas Eletrônicas (SARE). Os discentes da instituição participaram em sete categorias: Programa de Iniciação Científica (PIC), nas áreas de Exatas, Humanas, Biológicas e Extensão; Pós-Graduação Lato Sensu, nas modalidades presencial e a distância; e Pós-Graduação Stricto Sensu, para os alunos de mestrado da Universidade Anhanguera-Uniderp (Campo Grande/MS). Ainda foi realizada uma premiação especial na categoria Mestrado e Doutorado para professores bolsistas da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular (Funades).

Para a diretora de Programas Institucionais da Anhanguera, professora Maria Elisa Ehrhardt Carbonari, a realização anual do Seminário de Produção Científica da Anhanguera Educacional é uma maneira de reconhecer a importância dos trabalhos produzidos por seus acadêmicos durante o período letivo. “Com o Seminário e o Prêmio Anhanguera de Mérito Científico e Intelectual, mostramos para todo o País que a Anhanguera tem como missão a inclusão social e, além disso, mas não menos importante, tem também o foco no conhecimento, na pesquisa e na divulgação”, ressalta. E complementa: “o principal objetivo é o incentivo à pesquisa, porque essa é a grande contribuição do ensino superior: buscar sempre o desenvolvimento de melhores estratégias e soluções para os problemas ao nosso redor”, finaliza a professora, que recebeu uma homenagem de todos os presentes por suas contribuições ao ensino superior do País.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *